terça-feira, 9 de agosto de 2011

É Isto o Egocentrismo

Egocentrismo é o estado
Que faz crer só haja o EU;
OUTRO é só uma dúvida
Que assola o espírito meu,
Que o mundo é só pra eu SER,
Pois que não pode haver
Nada que eu chame de SEU.

Esse estado faz pensar
Que exista apenas o EU;
OUTRO seria uma sombra
Cruzando o caminho meu
(Um fato incompreensível),
Pois se me é invisível,
Não vejo vestígio seu.

Imagine quando o OUTRO
É um mendigo ou gari;
Aí mesmo é que não pode
Nesse meu mundo existir,
Pois eu só vejo beleza
Luxo, glamour e riqueza
No espelho a me refletir.


Mas se existisse um OUTRO,
Então eu seria um cego,
Pois não consigo contar
Com nada além do meu EGO,
Que o mundo é o meu umbigo,
É meu, pra mim e comigo,
EU, e o resto eu renego.

Inda que existisse um OUTRO
Devia de mim se esconder,
Pois não admito que haja
OUTRO que pretenda SER;
Só eu existo na vida,
Que figura repetida
No meu álbum não se vê.

Setilha do Egoísmo

Egoísmo é um defeito
De caráter; e eu nunca vi
Um egoísta ter sócio,
E quanto mais dividir;
Só aprendeu a somar,
Para si multiplicar,
Dos outros subtrair.

Um comentário:

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Mimica, obrigado pela visita ao blog. Isto aqui é demais! e me faz parar para reler meus poemas, não sei se viu lá ... tem uns 100 já postados. E senti um ritmo diferente, um 'trem' diferente na cachola. Bateu um trem por que sou mineiro, uai. E percebi uma coisa: caramba, como há uma alma de cordel neles!
Deixo um grande abraço!